Buscar:    Pesquisar por:   


Este número da Revista Qualidade HC é dedicado a publicação de protocolos clínicos institucionais relacionados à Urgência Clínica. Em que pese a importância da área, a importância deste número é muito maior, pois propõe uma nova solução para implantação, difusão e utilização de protocolos clínicos para o Complexo HCFMRP-USP.

O HCFMRP-USP tem buscado novos padrões de qualidade ao longo dos anos e, em 2017, foi recertificado pelo Programa CQH. Trata-se do hospital brasileiro de maior porte a obter e manter este certificado de qualidade que a cada edição solicita melhoria contínua da instituição. 

O HCFMRP-USP tem interesse em manter este e pleitear outros certificados de qualidade e segurança do paciente. Um dos requisitos que são exigidos por estas instituições de certificação é a aderência a protocolos clínicos. Esta exigência deve ser detalhada por sua importância.

Em primeiro lugar, a exigência de protocolos clínicos, que antes era apenas recomendação de sociedades profissionais, está sendo assumida por instituições fiscalizadoras da Sociedade, pois se reconhece a importância da existência destes mecanismos para o cuidado do paciente. Um outro ponto não menos importante é que se exige não apenas a existência, mas também a aderência a estes protocolos. Ou seja, busca-se saber quais são os mecanismos que as instituições utilizam para garantir que seus profissionais realmente utilizem estes protocolos no cuidado diário dos pacientes.

Em que pese se tratar de instituição renomada na Assistência, Ensino e Pesquisa, dispondo de inúmeros protocolos, o HCFMRP-USP ainda não dispunha de uma proposta centralizada para congregar, concatenar, disseminar e avaliar a utilização destes protocolos. É justamente esta a importância do que está sendo apresentado neste número da Revista Qualidade HC. 

Sem dúvida, a implantação desta proposta ainda deverá passar por inúmeras modificações para que seja utilizada em sua totalidade, mas ela tem o potencial de auxiliar o HCFMRP-USP a auferir os benefícios e enfrentar os desafios trazidos pela nova era de informação.

Prof. Dr. Antonio Pazin Filho
Diretor de Atenção à Saúde