Tamanho da fonte: Diminui fonte Aumenta fonte
19/mai/2017

Dia Mundial da Pré-Eclâmpsia

.

Todos os anos, quase 76 mil mães e 500 mil bebês no mundo perdem suas vidas por causa da pré-eclâmpsia. Para aumentar a conscientização sobre a doença, organizações de saúde materna em todo o mundo estão somando forças para promover o primeiro Dia Mundial da Pré-Eclâmpsia em 22 de maio.

A pré-eclâmpsia é uma doença grave relacionada ao aumento da pressão arterial que pode se instalar de forma rápida, que pode acontecer com qualquer gestante durante a segunda metade da gestação ou até seis meses após o parto.
 
A doença afeta de 8% a 10% das gestações no mundo e responde por 20% de todas as hospitalizações para tratamento intensivo neonatal. A pré-eclâmpsia é responsável por um quarto de todas as mortes maternas na América Latina e um décimo das mortes maternas na África e na Ásia.
 
Muitas vidas são perdidas ou seriamente prejudicadas doença. Portanto, identificar os sintomas é muito importante para mães e bebes. Os sete sintomas principais são: dor de cabeça forte que não desaparece com medicação, inchaço no rosto e nas mãos, ganho de 1 kg ou mais por semana, dificuldade para respirar, náuseas ou vômitos após os três primeiros meses da gestação, alterações na visão, dor no abdome na região esquerda perto do estômago.