Tamanho da fonte: Diminui fonte Aumenta fonte

HC divulga mapa assistencial

HC divulga o seu mapa assistencial para subsidiar a organização da Rede de Atenção à Saúde XIII do Estado de São Paulo

A elaboração do mapa assistencial do Complexo de saúde que envolve o Hospital das Clínicas, a FAEPA e a FMRP-USP foi motivada pelas determinações contidas na Lei Nº 12.732, de novembro de 2012 que trata do prazo mínimo para início do tratamento do câncer e do Decreto Federal nº 7.508, de junho de 2011 que estabelece metas para adoção do Compromisso de Organizar as Ações e os Serviços de Saúde na Região de Saúde (COAP).

O mapa assistencial é uma revisão da oferta de assistência do complexo HCFMRP-USP/FMRP-USP/FAEPA com o objetivo de compatibilizar o atendimento de primeira vez e a capacidade de resolver o problema de saúde do paciente no tempo adequado. Dessa forma, o número de atendimentos de primeira vez serão feitos de acordo com as necesidades das enfermidades atendidas (somente consultas; consultas e exames de fluídos corpóreos; consultas, exames de fluídos corpóreos e exames de imagem; consultas, exames de fluídos corpóreos, exames de imagem e internação hospitalar; consultas, exames de fluídos corpóreos, exames de imagem e internação hospitalar, procedimentos cirúrgicos, endoscópicos e ou radioterápicos, dentre outros).

Os serviços do complexo HCFMRP-USP/FMRP-USP/FAEPA, por meio do mapa assistencial, redimensionaram a oferta de primeiro atendimento com a meta de reduzir ao mínimo aceitável as filas internas. A oferta da real capacidade resolutiva do complexo HCFMRP-USP/FMRP-USP/FAEPA subsidiará os gestores estaduais das Direções Regionais de Saúde de Ribeirão Preto, Ararraquara, Franca e Barretos bem como os gestores municipais dessas regiões de saúde na configuração da Rede Regional de Saúde XIII (RRAS XIII).

O planejamento dos serviços de saúde da RRAS XIII certamente precisará ser dinamizado pelos gestores, com mais coordenação, mais racionalidade na aplicação dos recursos e mais monitoramento. Os gestores estaduais e municipais precisarão conhecer, além da capacidade de atendimento, a real capacidade resolutiva dos serviços próprios e conveniados ou contratados, ordenar o acesso nos diferentes componentes assistenciais da RRAS XIII e identificar com mais precisão as filas de espera para propor novos arranjos assistenciais (investimentos nos serviços existentes, política de recursos humanos, fusão de serviços, regulação da assistência na RRAS XIII, abertura de novos serviços).

Deve ser destacado que o complexo HCFMRP-USP/FMRP-USP/FAEPA manterá o seu papel robusto na oferta de serviços de assistência à saúde, na formação de recursos humanos e na produção de novos conhecimentos. Por outro lado, frente à legislação atual, às normativas de regulamentação do Sistema Único de Saúde, ao justo e necessário controle social e à judicialização da saúde o complexo HCFMRP-USP/FMRP-USP/FAEPA deve assumir o compromisso de atender o que pode resolver, pois é nesse contexto que garantirá o cenário para a assistência com segurança técnica, ética e humanizada, bem como a formação de novos profissionais com a devida consciência social e política que a sáude requer.


Palestra na U.E.

imagens

Interpretação de Hemograma e Gasometria para Enfe...

saiba mais

Posse da diretora da FMRP-USP

Toma posse a primeira diretora da Faculdade de Me...

saiba mais